Quarta-feira, 11 de Outubro de 2006

Para que te quero?

 

 

 

Estendida na longa cadeira ondulada em pele genuína, Alexandra provoca Eduardo que fantasia só em ver o apetitoso corpo da mulher de beleza indiscutível: os olhos azuis celestiais num rosto de mulher indisfarçadamente travessa, antagónicamente infernal, um cabelo loiro e liso preso, formas delineadas com elegância, porém robusta e firme, seios medianos de tonificação singular que explodiam da camisola de decote generoso; do umbigo reluz o piercing e da mini saia se alcançam as pernas largas e a meio o arredondamento proeminente que absorve os sentidos do aventureiro homem que lhe está defronte.

Como sabe do poderio que o rodeia e tem a ambição fácil da vida confortável, predispõe-se a cativá-lo com astúcia alicerçada na estrutura física esplendorosa. Com a manha que o define, Eduardo não se deverá deixar embevecer, apenas gozando mais uns momentos da loucura dos sentidos até ao limite.

 

Sem perder tempo lança-se na cadeira e beija-a de modo sôfrego, com apetite sensual devora cada centímetro com igual vontade e ela solta-se, deixando-se arrastar nos movimentos insinuantes e, não obstante interesse material, apoderam-se dela vibrações de excitação. Por entre mais umas já invariáveis passas, solta-se o espírito e sem tabus, despidos numa proximidade que não os intimida, apenas separados por uma parede fundem-se com veemência todos numa irresponsabilidade estimulante, sem tempo para pensar no dia de amanhã, disfrutando apenas a ocasião e desprendendo-se nas sensações libertinas, que pelo estado de alucinação se perderão do imaginário futuro.

– Como cheiras bem! Diz Eduardo, que por momentos navega nas mais obscenas ideias e concretiza-as num estado de irracionalidade provocada. A espaços prolongados não pronuncia uma única palavra e com força selvagem absorve Alexandra, segurando-a violentamente e suando sobre um corpo húmido e abandonado ao sonho real…      

publicado por jaimepedrosa às 12:45
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De brmf a 12 de Outubro de 2006 às 12:15
Andas a trabalhar pouco....andas, andas.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

.posts recentes

. ...

. Predestinação

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

.arquivos

. Junho 2009

. Julho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds