Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

Pureza do interior

 

Quando iria voltar a ver a menina Lurdes? A ansiedade apodera-se dele, vai acumulando coragem suficiente para se revelar na próxima oportunidade. A timidez era o traço de personalidade que mais gostaria de expurgar de si, são constantes os duelos entre o querer e o alcançar em que vence sempre o mesmo.

Os pais orgulham-se do bom filho, o menino bem comportado, a adoração da família. O interesse será uni-lo a uma das filhas dos Cerqueiras, família riquíssima dedicada à produção e comércio  de alguns dos melhores vinhos da região. Os convívios organizados entre os Sousas e os Cerqueiras, para além dos óbvios e tradicionais negócios eram pretexto para a criação de uma união entre João e Carolina, filha de Augusto e Catarina Cerqueira; o objectivo seria o fortalecimento económico e social que advém da fusão dos nomes pelo matrimónio. Os pais, contudo, não imaginam que o que a eles os uniu em tempos idos poderá não ser solução no presente. E de facto, João detesta Carolina, irrita-o os tiques de superioridade, a falta de humildade, a vaidade desmesurada, produção artificial, o futil interesse por bens materiais acessórios e superfluos.Ele é o oposto, abdica de todos os luxos que lhe poderiam ser proporcionados, vive numa modéstia confortável da qual não exige mais; outros valores são os que o movem. Tais feitios e personalidades tão díspares serão inconciliáveis.

Carolina tem uma atracção louca por João, o seu ar de menino na forma de um corpo de Deus grego provoca-lhe suores, sonhos regulares e extenuantes. O desejo inflamável de tocá-lo conjugado com as vibrações de mulher tórrida e insaciável levam-na a tentar tudo para consegui-lo. João ignora-a, despreza os seus modos; e quanto mais ele se afasta mais ela se torna excitável, maior é o desafio, e como ela gosta de os ter...     

tags:
publicado por jaimepedrosa às 01:11
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De brmf a 19 de Julho de 2006 às 10:54
Tás a ficar um génio. Começo seriamente a duvidar que sejas tu a escrever estas merdas.

Mas continua. O teu futuro pode passar pela escrita. Não estou a brincar.

Abraço
De jaimepedrosa a 19 de Julho de 2006 às 16:16
Sou eu amigo...é no que dá ter tempo livre...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

.posts recentes

. ...

. Predestinação

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

.arquivos

. Junho 2009

. Julho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds