Quarta-feira, 23 de Agosto de 2006

Pureza do interior

 

 O ambiente em casa de Lurdes piorava, as dificuldades económicas eram crescentes. A seca arrasou grande parte da produção agrícola familiar e as despesas são insustentáveis; será forçada a trabalhar para contribuir no sustento do lar. Apercebendo-se disso, um sentimento de inútil revolta apodera-se dela: «Uns com tudo e outros sem nada...», desabafa para ninguém na solidez nocturna do seu quarto; as lágrimas caiem-lhe agora do rosto, desesperadas gotas de menina que ganha coragem para ser mais uma força produtiva. À medida que o dinheiro vai escasseando, a irritação e os desentendimentos sucedem-se.

Chegada a triste e cinzenta manhã, Lurdes ruma à cidade procurando emprego. Sem desmoralizar e sabendo que uma indústria está a recrutar mulheres, aceita humildemente o novo desafio.

João, na abastada tranquilidade de sua casa, não deixa de pensar e imaginar Lurdes, a beleza pura apodera-se de sua mente e não resiste a arriscar sair tão tarde em direcção à casa da bela morena que pensa nele a sós com os lençois frios. A coragem apaixonada fá-lo sentir imbativel  e o desejo de arriscar não se esvai. Os caminhos ermos e tortuosos não o levam a desistir e à medida que avança o coração palpita com mais vibração. Que homem diferente se estava a tornar...

A destino estava próximo. A ruralidade pacífica do cenário de uma casa assente em blocos de um tosco, rude granito cercados por extensos verdejantes campos favoravelmente apreciados numa manhã solarenga, mas intimidantes quando a noite escura o envolve num manto que apenas reluz no canto da timida lua. 

Inesperadamente romântico, João apodera-se de uma pequena pedra e atira-a à janela daquele que sabia ser o quarto por quem suspira o tenro coração...    

  

publicado por jaimepedrosa às 23:39
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Clint de Milheirós a 25 de Agosto de 2006 às 22:59
És pouco PITECO és...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ...

. Predestinação

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

. Uma vida nova...

.arquivos

. Junho 2009

. Julho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds